quinta-feira, 28 de março de 2013

Apenas Seja!


Apenas seja!

Num instante voce está de um lado. No instante seguinte, voce está do outro. Passa a vida como se estivesse numa “montanha russa”...
E então voce julga que um dos lados não lhe serve mais. Um dos dois são trevas; sombra; escuridão. Voce julga que está na Luz. Porém, enquanto estiver na luz, negando a existência do “outro lado”, voce não pode estar em Paz, pois existe uma luta freqüente em manter-se nesta Luz.

Voce se culpa e se “dês - culpa” um milhão de vezes por tantas idas e vindas. Não se aceita e exige demais de si, nesta batalha de manter-se na Luz.

Mas tanto um quanto o outro são ilusões; criações suas. Então, voce se justifica. Voce quer permanecer na Luz porque acredita que ali não haverá nenhum sofrimento, mas o fato é que voce nunca está em lugar algum, pois está em guerra consigo mesmo. Em total ansiedade e medo de não dar conta de se manter nesse lugar criado por voce, o sofrimento é fatal...

Então, voce se limita e diz a si mesmo: Ok. Isto é sagrado e aquilo não é...
E enquanto há limites, não pode haver entrega.
O que é luz e o que são as trevas?
A resposta é individual segundo os paradigmas de cada mente. É preciso abraçar todos os lados. Aliás, perceber que não existem lados. Isto é estar em Paz. Isto é bem aventurar-se...

No silêncio voce acaba com essa idéia de “bem” e “mal”. Nenhum pecado, nenhuma condenação, nenhum arrependimento e nenhum julgamento...
Nenhum deus e nenhum diabo!

Perceba que em qualquer lugar que voce esteja, São Paulo, Buenos Aires ou Nova Yorque, fazendo qualquer coisa ou não fazendo nada, voce está Aqui e Agora. E então, a felicidade será uma constante. Nada a mais a ser buscado. Apenas “seja”! (Chandra Veeresha 15/02/2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário