sexta-feira, 22 de junho de 2012

Lingam e Yoni- O símbolo fálico


Como a mente”puritana" funciona

A história é que Shiva estava fazendo amor com sua consorte. É claro que quando Shiva faz amor com sua consorte, não é um amor comum. E ele não faz amor com as portas fechadas; as portas estavam abertas.
Houve um problema no mundo dos deuses e Brahma, Vishnu e uma grande multidão de deuses tinhamido perguntar qual seria a solução de Shiva para aquela questão urgente. Por isso, eles entraram na sala – a privacidade de Shiva tornou-se conhecida – mas ele estava tão absorvido no amor, que não percebeu que havia uma multidão assistindo. Todos os deuses tornaram-se “voyers”. Não conseguiram sair, porque algo muito forte estava acontecendo.

A energia era muito grande e eles sentiam. Não conseguiram sair, porque aquilo era muito sagrado.Mas Shiva estava completamente distraído. Ele não estava ali, Devi não estava ali – o homem e a mulher tinham se misturado completamente, um dentro do outro. Uma unidade tinha se formado, uma grande síntese,ume enorme orquestra de energias.

Eles queriam ficar, mas ficaram com medo dos outros deuses. É assim que a mente puritana funciona. Estavam muito interessados em assistir, mas se ficassem e os outros vissem que eles estavam gostando, perderiam seu prestígio. Por isso, eles amaldiçoaram Shiva: “A partir de hoje, sua imagem desaparecerá do mundo e voce será lembrado como um símbolo fálico”: lingam em yoni, sol na lua, a jóia no lótus. “Agora voce será sempre lembrado como um orgasmo.” Essa foi a maldição.

Os outros deuses amaldiçoaram Shiva, mas essa maldição parece ter se transformado em uma benção, porque o símbolo é muito belo. É o único símbolo fálico no mundo adorado como um Deus, sem qualquer condenação. Os hindus se esqueceram completamente de que ele é fálico; não dizem que ele é fálico. Eles o aceitaram totalmente. E o símbolo é belo porque não é apenas Shiva ali, mas também Yoni (Yin também está lá). O lingam é colocado na Yoni; os dois estão se encontrando. É um símbolo de encontro, de orgasmo, da energia se tornando uma só (Osho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário