quinta-feira, 8 de março de 2012

Anúncios de Massagem Tântrica na Internet


Por: Chandra Veeresha

De uns tempos para cá tenho notado muita propaganda de prostituição utilizando o nome do Tantra. Evitando ser redundante, me ocupei em falar neste texto sobre as principais diferenças de um anúncio de prostituição que utiliza o nome da Massagem Tântrica, de um anúncio de Massagem Tântrica Terapêutica, para quem sabe, diminuir assim os transtornos e constrangimentos que terapeutas tântricos até o momento tem enfrentado por causa dessa má comunicação.

Ao ler um anúncio como este: “Faço Massagem Tântrica, atendo no meu flat, massagem com algo mais”, o que você compreende?O anúncio está claríssimo.
A questão não é a massagem que poderia ser até Shiatsu. A mensagem real está embutida no ‘algo mais”. Neste caso é muito simples perceber se é isso ou não o que se está buscando. Se o homem estiver procurando por prostituição, então já encontrou. Agora, se está escrito assim: “ Atendimento com Massagem Tântrica- Atendimento em espaço terapêutico e com foco terapêutico”, por que é que ainda há pessoas que ligam perguntando se tem o tal “algo mais”?
Outra coisa, geralmente as meninas que oferecem sexo colocam fotos de lingerie, de shortinho bem curto, numa pose ousada empinando o bumbum. Algumas até escondem o rosto, Está tão óbvio isso!
O problema é que muita gente esquece-se de ler o enunciado e principalmente observar as “entrelinhas”...
Existem anúncios que dizem o seguinte: “Massagem Tântrica personalizada”. O que seria isso? Qual a necessidade de personalizar uma massagem a não ser em caso de tratamento?Este é um anúncio no mínimo estranho. Há também os anúncios de “Massagem Tântrica Completa” onde a palavra “completa” tem o mesmo sentido que “algo mais”.

Quem trabalha realmente com Massagem Tântrica chama-se Terapeuta ou Massoterapeuta e nunca, massagista por exemplo. Se a própria pessoa no enunciado se intitula massagista, pode até ser que ela não esteja vendendo seu corpo, mas induz o (a) cliente em potencial, mais facilmente ao erro. Portanto, é preciso esclarecer melhor já no enunciado.
Cada um é responsável por suas escolhas. A prostituição só existe porque existem pessoas interessadas e como é sabido, são os homens casados que sustentam este “mercado”. Por outro lado, considerar isso como um crime só faz aumentar mais ainda a confusão entre o que se está sendo oferecido, visto que as mulheres devem ter muita cautela com o que escrevem e divulgam, evitando o risco de serem presas.
Como quase ninguém compreendeu ainda o que é o Tantra, então é o nome perfeito para se utilizar, claro, aproveitando ainda que o mesmo está em crescimento no Brasil, une-se o útil ao agradável. Sem contar que realmente existem espaços ditos “terapêuticos” que estão mais “para lá do que para cá” (mas sobre isso voces podem ler em outros textos de minha autoria).
“Um conselho aos terapeutas tântricos: Se quer mesmo evitar este tipo de confusão, comece a esclarecer melhor seus propósitos no anúncio (colocando observações, por exemplo, já no início) e poderemos todos conviver pacificamente, sem perda de energia, atraindo exatamente os tipos de clientes que queremos.
Paz a Amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário