quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Tantra- O prazer e bem estar do Toque


Por: Chandra Veeresha & Anand Milan

Para a Filosofia Tântrica, o toque é fundamental e deve ser o mais amoroso o possível. Seja o toque no ser amado, ou num amigo, num cliente que recebe a Massagem tântrica, deve ser sempre carregado de devoção. Ser tocado nos faz sentir amados, nos dá sensações de bem estar, energia, prazer e leveza...
A ciência hoje comprova que o toque suave e carinhoso na pele desencadeia reações hormonais sobre a psique. As endorfinas trazem a sensação de felicidade, aumentam a capacidade de rendimento, elevam o prazer de viver e intensificam a percepção sensória.

Quando tocamos alguém, parte da nossa energia vital é doada. Se unirmos ao toque, uma intenção de cura e equilíbrio, o poder do toque aumenta significativamente
Infelizmente a sociedade atual está cada vez mais distante desta realidade. Cada dia aumenta mais os divertimentos à distância (computadores, celulares, etc). O Marketing criou uma necessidade tão grande de aparelhos eletrônicos, que hoje fica difícil se imaginar sem eles. É claro que eles têm sua importância, entretanto existem pessoas tão compulsivas por celular, Internet e jogos que se esqueceram da importância do contato pessoal; do toque.

Quando crianças nos tocamos sem malícia, porque tudo é bonito, é prazeroso; é permitido. Mas ao crescer, torna-se difícil dar um simples abraço e muitas vezes isto está ligado ao “medo do que os outros vão dizer”. A simples idéia de parecer frágil ou vulnerável já nos faz fugir de um toque de carinho e nos fechar em um mundo que criamos em torno de nós.

Mas quem não recebe carinho ou não é tocado por um longo período de tempo, é menos aberto e malicioso, associando qualquer gesto de carinho, como um simples abraço, à pornografia. Esquecem as sensações agradáveis do toque e se atrofiam mentalmente, tal qual, músculos que deixaram de ser utilizados.
Esta forma repressora de viver, vigente na sociedade atual é responsável pelo aumento do estresse e da tensão. São tantas atividades durante o dia, que nossos músculos se enrijecem, causando danos sérios à saúde e muitas vezes até irreversíveis. O perigo neste caso está em se acostumar às sensações de tensão, angústia e solidão e deixar de observar o que o corpo precisa.

Todo corpo precisa ser tocado. Toda pessoa necessita de carinho. E isto deve acontecer já na infância, porque então teremos adultos soltos, receptivos, com mais consciência corporal e que sabem retribuir afeto. Pessoas capazes de adentrar intensamente nas suas emoções.
Sempre há tempo de se abrir; se libertar; descobrir o amor; o carinho; o toque. O Tantra está aqui também para isso. Libertar corpo e mente de antigos padrões é uma das suas funções, por isso existem tantas vivências corporais e rituais que aumentam o vínculo entre as pessoas e lhes aponta um novo horizonte, sem tabus e com muito mais liberdade. Uma liberdade que começa pelo corpo.

Embora, muito associado ao misticismo e à religiosidade, Tantra também é ciência.
Obs: Este texto foi escrito com base em nosso T.C.C de Formação em Terapeutas Holístico e se copiado, peço o favor de mencionar isso, bem como os nomes dos autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário