quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Poemas de Amor- Rumi

“Não durmas
Senta com os seus pares
A escuridão oculta a água da vida
Não te apresses, vasculha o escuro
Os viajantes noturnos estão plenos de luz
Não te afastes, pois, da companhia dos seus pares.” (Rumi)

"...Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.
Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu."
(Rumi)

"- Vem, ao jardim na Primavera (disseste)
- Aqui estão todas as belezas, o vinho e a luz
- Que posso fazer com tudo isso sem ti?
- E se está aqui, para que preciso disso? "(Rumi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário