sábado, 21 de janeiro de 2012

Tantra- Aceite seu corpo


A primeira coisa é aprender a respeitar o próprio corpo. Nunca fique contra seu corpo, nunca desrespeite-o porque desrespeita-lo é perder
o contato com a realidade. O corpo é o contato, a ponte é a base onde o ser esta plantado. É o templo. Tantra ensina reverência, amor, respeito e gratidão pelo corpo.

O corpo é o maior dos mistérios. É fácil reverenciar as árvores, os pássaros, o sol a lua, mas nunca reverenciamos o próprio corpo, ele esta tão perto que é muito fácil esquecê-lo, tão obvio que se torna fácil negligencia-lo. O corpo é o mais belo e complexo fenômeno na existência. Nenhuma flor ou árvore tem um corpo tão lindo. Nem as estrelas ou a lua tem um mecanismo tão selvagem e belo.

Tantra diz: a benção é possível apenas quando se vive ao máximo nunca menos que isso. A benção só é possível quando se vive intensamente e como se pode viver intensamente quando se esta contra o corpo? O homem tem medo de respirar porque quando respira profundamente, a respiração massageia e toca o centro da sexualidade por dentro e a energia sexual é liberada. Essa energia tem que ser liberada e fluir por todo o corpo para que se torne orgasmico.

Tantra ensina liberdade incondicional. O que quer que você seja ou pode ser, você já é. Se dê total liberdade, porque quando se é totalmente livre, o máximo é possível. As pessoas muito reprimidas se tornam não muito inteligentes, somente as pessoas sexualmente vitais são realmente inteligentes. A idéia de que o sexo é pecado, estragou a inteligência, feriu-a gravemente, porque quando se está realmente fluindo e não se tem nenhuma luta ou conflito com a sexualidade a mente pode funcionar ao maximo, fica-se mais inteligente, alerta, vivo.

O corpo precisa ser purificado de tanta repressão, ele se tornou envenenado e foi reprimido de tantas formas que passou a existir no mínimo e é por isso que o ser humano se tornou tão miserável. A vida está morna, o fogo que existia foi reduzido e precisa voltar a queimar. Oxigênio faz do corpo uma chama, expande o fogo interior.

Permita a energia voltar a fluir, remova os obstáculos. É muito difícil encontrar uma pessoa que não esteja bloqueada, é difícil encontrar uma pessoa que não esteja com o corpo atado. Os obstáculos impedem a energia de fluir, tire os nós.

O ser humano precisa reaprender a relaxar com a natureza, com os animais. Observe os gatos, como eles se movem e dormem tão relaxados e ao mesmo tempo estão alerta. Toda a natureza esta em constante estado de relaxamento, apenas o ser humano está tenso, estressado e neurótico. Use os sentidos para conectar com a realidade, permita a energia fluir como eletricidade. Se torne um rio fluindo. O peso desaparece e o corpo fica mais leve e pode voar como se não existisse gravidade. Isso só é possível num estado de profunda aceitação e apreciação.

Ame seu corpo, goste do seu cheiro, não use roupas para se esconder. Toque, cheire, ouça, olhe, sinta tanto quanto possível. Reaprenda sua linguagem, a linguagem que você esqueceu. Abra os olhos, aguce os ouvidos, sinta o divino em todos os sabores, toque os animais, as plantas, se toque. Liberte os sentidos dos hábitos, use toda oportunidade de criar novas formas de fazer coisas. Deite na grama, deite na praia, escute o som do mar, dos pássaros, coma com as mãos, corra descalço na chuva. Invente um jeito novo de fazer amor: dance antes de fazer amor, se sente e toque seu parceiro(a) ate que seus corpos estejam elétricos, cante pra seu amor. Escute o silêncio.

Quando o corpo esta liberado das repressões, os sentidos ficam livres, a mente se liberta dos pensamentos contínuos e obssessivos e a consciência pode estar presente.


Extraído do Livro : A visão do tantra (Osho).

Nenhum comentário:

Postar um comentário